CENA 01 – FLASHBACK – APARTAMENTO DE NATALIE – SALA – INT – TARDINHA

Lilly, Natalie e Tori estão assistindo TV com cara de tédio. Nenhuma das três parece se interessar pela programação e Tori desliga o aparelho.

TORI – Isso é tortura, pelo amor de Deus, eu não aguento mais fins de semanas assim!

LILLY – Relaxa, ainda estamos em Agosto. Tenho certeza que daqui a algumas semanas deve passar alguma coisa boa na televisão.

NATALIE – O final de Perfume.

LILLY – Ou a segunda temporada de Psicose.

TORI – Eu quis dizer que cansei de passar meus fins de semana assistindo TV, literalmente.

NATALIE – Estamos numa quinta.

TORI – Eu estou fora, amanhã tenho um apartamento para mostrar a meu tio e eu posso garantir que ele vai me deixar doidinha o dia inteiro.

LILLY – Então eu vou saindo também, mas gente, que tal sairmos amanhã à noite para uns drinks? Natalie está precisando de um homem, é a única de nós que não tem ninguém.

NATALIE – Não é verdade! A Tori está na seca a mais tempo do que eu.

TORI – Valeu mesmo! Fala mais alto, acho que a velhinha do apartamento ao lado não ouviu.

VELHINHA – Ouvi sim.

Tori sai emburrada e Lilly fecha a porta atrás dela, Natalie torna a ligar a TV e é interrompida.

VELHINHA – Posso ir com vocês na sexta? Não transo já faz dois anos.

Natalie faz uma cara de desgosto e cobre suas orelhas com as mãos.

VELHINHA – Natalie? Nati? Na? Então tá né…

 

CENA 02 – DIA SEGUINTE – APARTAMENTO DE TORI/KATE – SALA DE JANTAR – INT – MANHÃ

Jared e Mark entram no apartamento e encontram todos se servindo para o café da manhã.

JARED – Sabe, é surpreendente como vocês conseguem sustentar tantas pessoas.

KATE – Cada um que não mora aqui paga por sua própria comida.

MARK – Nós não.

TORI – Vocês que pensam.

Jared e Mark ficam confusos, mas dão de ombros e começam a se servir. Tori termina de tomar uma xícara de café que encontrou na mesa, Nicholas sai do banheiro enxugando o seu cabelo com a toalha e inteiramente nu.

TORI – Eca!

Nicholas se vira para todos.

NICHOLAS – O quê?

TODOS (gritando) – ECA!

DEREK – Eu oficialmente perdi meu apetite.

JARED – Isso não é algo que se queira ver pela manhã.

TORI – Eu estava falando da xícara de café, mas eca para você também! Cobre isso com a toalha, pelo amor de Deus.

MARK – Cinco anos se passaram e você ainda não perdeu essa mania.

NATALIE – Certo… Mark, você pode cobrir meu turno da tarde na loja? Eu tenho que ir ao correio para buscar uma encomenda da minha tia e talvez me atrase.

MARK – Sem problemas.

TORI – Droga! Eu esqueci que tenho que mostrar o apartamento ao Tio Percy! Mark, se quiser uma carona é melhor irmos logo.

JARED – Posso ir também? Hoje é a estreia da minha peça e tenho que passar o dia inteiro no set. Todos vocês vão, não é?

Todos confirmam presença na peça de Jared e ele sorri de felicidade. Depois de dois minutos, Jared e Mark saem com Tori para o trabalho.

KATE – Nicholas, se quisermos pegar aquela reserva no spa é melhor irmos logo.

NICHOLAS – Tem razão, amor. Vou me trocar.

Nicholas entra no quarto de Kate e fecha a porta. Natalie sai do apartamento e deixa Derek e Kate a sós.

KATE – As coisas ainda estão meio tensas, não?

DEREK – Um pouco, mas só de nos falarmos já é um avanço. Bom, eu vou indo para o restaurante também.

KATE – De manhã?

DEREK – Kate, nós limpamos o lugar, os pratos… Fazemos um monte de coisa durante o dia.

KATE – Sério?

DEREK – Você trabalha lá há meses e não sabia?

KATE – Não… Eh… Não conta para o chefe, por favor.

DEREK – Tudo bem.

Nicholas abre a porta do quarto e ainda não está com roupas.

NICHOLAS – Amor, eu acho que vou sem cueca.

DEREK – Certo, essa é minha deixa para ir embora. Boa sorte com senhor castanhas-do-pará.

 

CENA 03 – LOJA ELETRÔNICA MUNDO INTERATIVO – INT – MANHÃ

Mark entra na loja olhando para baixo, enquanto arruma a sua gravata. Carter esbarra nele no caminho ao seu escritório.

CARTER – Não olha por onde anda, Stevens?

MARK – Mil desculpas, Carter…

CARTER – Senhor Raxacoricofallapatorius.

MARK (sussurrando) – Eita Giovana…

MARK – Senhor Raxaco…ri..

CARTER – Tô de onda, pode me chamar de Carter mesmo. Por que estava olhando para o chão?

MARK – Minha gravata…

CARTER – Eu não me importo. Mark, venha cá.

Carter puxa Mark para o lado dele e põe seu braço ao redor dos ombros de Mark. Carter aponta para algumas caixas de jogos de videogame.

CARTER – Está vendo aqueles jogos ali? São cópias do novo God of War IV, algum jogo que esses nerds gostam. Eu quero todos eles vendidos até o final do expediente, entendeu?

MARK – Sim, mas não acha que devíamos…

CARTER – Silêncio! Agora vá vender essas porcarias antes que o mercadão inicie uma promoção sem fundamento! Anda!

Carter solta Mark e vai para seu escritório. Mark vai atrás de clientes para vender os jogos.

 

CENA 04 – TEATRO MINIMALL – PALCO – INT – MANHÃ

Jared põe sua mochila sobre uma cadeira qualquer e vai de encontro à Agnes.

AGNES – Oh, olá Jared. Uma vez na vida você aparece na hora certa.

JARED – Eu tenho uma pergunta sobre o meu personagem na peça. É o principal?

AGNES – Sim.

JARED – É um policial, não é?

AGNES – Sim.

JARED – E por quê estão me chamando como se eu fosse religioso?

AGNES – Porque seu personagem é religioso, ué.

JARED – Quão religioso?

AGNES – Uma freira.

JARED – Agnes, amiga…

Jared pega a mão de Agnes.

JARED – Eu sei que às vezes você exagera no loucazihpan, mas eu sou um homem.

AGNES – Eu estou completamente desgostosa! Jamais exagero na quantidade de meus remédios, seu bode infeliz! E sim, estou ciente de que você é um homem.

JARED – Então porque meu personagem se chama Tenente Irmã Celeste Gonzáles Guadalupe Macarena Fernández?

AGNES – Porque você é uma freira, policial, transexual e mexicana.

JARED – Dios mío!

AGNES – Mas não se preocupe, contanto que a peruca seja grande e a piroca dê pra esconder, ninguém vai perceber a diferença, tigrão.

Agnes apalpa a bunda de Jared e ri descontroladamente, deixando-o amedrontado.

 

CENA 05 – CONDOMÍNIO CLEAR RIVERS – APARTAMENTO 706 – INT – MANHÃ

Tori olha para seu relógio de pulso impaciente, pois já são onze horas da manhã.

TIO PERCY – Tori, eu não sei não. Esse trem aqui não parece que dá pra mim não.

TORI – Tio Percy, este já é o quinto apartamento que nós visitamos e você sempre encontra algo para reclamar.

TIO PERCY – Isso não é verdade, eu sou muito coisado.

TORI – Isso não é nem uma palavra.

TIO PERCY – Então tá certo, eu procuro outra pessoa arrumadora de apartamento que nem ocê pra me ajudar a comprar uma casa das boas porque ocê não presta não!

Tio Percy anda até a porta furioso, mas Tori o impede.

TORI – Não, espera! Eu tenho mais um apartamento que você pode olhar. Só tem um pequeno problema com ele. É que é na praia.

TIO PERCY – E o que é que tem?

TORI – Bom, os apartamentos na praia são bem mais caros que apartamentos na cidade, me entende?

TIO PERCY – Ora, eu ganhei na loteria, não foi? Né isso que sua mãe diz? Então eu tenho dinheiro pra comprar ué. Me leva lá!

TORI – Tudo bem.

TIO PERCY – Posso perguntar uma coisa?

TORI – Não, você não pode levar sua espingarda para atirar nas gaivotas.

TIO PERCY – Eh, então tá.

Tori e Percy saem do apartamento.

 

CENA 06 – RESTAURANTE TRIBBIANNI – COZINHA – INT – TARDE

Derek põe uma travessa de peito de frango para assar na chapa e pede a seu ajudante para ficar de olho. Seu celular toca.

DEREK – Pessoal, vou sair aqui um minutinho para atender, certo?

 

CENA 07 – RESTAURANTE TRIBBIANNI – SALA DOS FUNCIONÁRIOS – INT – TARDE

Derek atende o telefone.

DEREK – Alô?

MARK – Derek, eu estou com um pequeno problema aqui na loja.

DEREK – O que seria?

MARK – Bom, o Carter me pediu para vender uns jogos aqui, só que o mercadão começou com essa grande promoção e começamos a perder clientes…

O telefone de Derek começa a apitar. Ele olha para a tela e vê que tem uma segunda chamada.

DEREK – Mark, é a Kate. Fica aí.

Derek põe Mark em espera.

DEREK – Onde raios você está, mulher?!

KATE – Eu já estou voltando! Tem alguma ideia como é ficar com o Nicholas num cinema?

DEREK – Não. Como é?

KATE – Ele dá em cima de todo mundo. Em apenas dois minutos ele olhou para os peitos de uma morena e tirou foto apalpando o pênis do Sylvester Stallone no pôster de Os Mercenários 3.

DEREK – De todos os caras no mundo, você tinha que pegar um bissexual! Olha, o Mark está na outra linha, vou por as duas ligações juntas.

Derek põe as duas ligações juntas.

MARK – Amém!

DEREK – Qual o problema?

MARK – Bom, para início de conversa, os nerds me sequestraram, me vestiram como aquela mulher de Resident Evil e me deixaram preso na estátua da liberdade!

KATE – Alice ou Claire? Por que Alice é meio X-Men…

MARK – Claire. Eu sei porque escreveram isso no pinto desenhado na minha testa.

DEREK – Desenharam um pinto na sua testa?

MARK – E em outros lugares.

KATE – Que…

MARK – Você não vai querer saber.

 

CENA 07 – ESTÁTUA DA LIBERDADE – FILA DE ENTRADA – INT – TARDE

Derek olha apreensivo o relógio. São cinco da tarde e ele já está na fila a três horas.

DEREK – Qual é?! É pra hoje ou não?!

SEGURANÇA – Vamos fechar em uma hora pessoal, quem estiver para o fundo, pode ir embora e reembolsaremos todos pelo site.

As pessoas começam a ir embora, mas Derek sai correndo, pula a faixa de segurança e sobe as escadas, enquanto os seguranças gordinhos o perseguem.

DEREK (GRITANDO) – ESTOU INDO MARK!

 

CENA 08 – TEATRO MINIMALL – PALCO – INT – TARDE

O telefone de Jared toca, ele anda até a mesa, pega-o e atende.

JARED – Natalie?

NATALIE – Oi… Jared, o correio ficou fechado até quase agora. Peguei a encomenda e tenho que levar na casa da minha tia, em Mountauk, talvez eu me atrase, tudo bem?

JARED – Sem problemas, só espero que você não perca a oportunidade de me ver vestido de freira. É às 21h.

NATALIE – Você vai ser uma freira? Eu não posso perder essa, estarei aí o mais rápido que puder. Beijo!

AGNES – Quem ligou? Sua namorada?

JARED – Quem dera.

 

CENA 09 – APARTAMENTO DE TORI/KATE – SALA – INT – NOITE

Lilly entra.

LILLY – Kate?

KATE (DO QUARTO) – Oi!

Kate sai do quarto.

LILLY – Cadê a Natalie e a Tori?

KATE – Falei com a Tori agora a pouco, ela já está quase chegando aqui. Natalie está em Mountauk e vai direto para a peça do Jared.

LILLY – Que horas é essa tal peça?

KATE – Às 21h. Lilly, eu acho que deveríamos deixar essa história de tomar uns drinks para lá. Vai demorar até a gente se arrumar entende?

LILLY – Nós já estamos arrumadas, assim que a Tori chegar…

Tori entra no apartamento.

TORI – Oi, desculpem o atraso…

LILLY (GRITANDO) – PEGA ELA!

Lilly e Kate se jogam em cima de Tori, que tenta lutar contra, mas acaba sendo imobilizada no chão. Kate agarra as pernas de Tori enquanto Lilly se encarrega os braços, e as duas jogam-a no quarto para apressá-la a se vestir.

KATE (GRITANDO) – Vamos logo mulher!

LILLY – (GRITANDO) – É PRA HOJE!

As duas continuam gritando com Tori, que se apressa a se vestir. Depois de uns vinte minutos, Tori sai mais ou menos produzida, com uma blusa de sua banda favorita, uma jaqueta jeans por cima, um short e o cabelo preso num rabo de cavalo.

TORI – Como estou?

LILLY – Vai servir, simbora!

 

CENA 10 – 99ª DELEGACIA DE POLÍCIA DO BROOKLYN – INT – NOITE

Dois policiais entram com Derek e Mark algemados. Eles os põem nas cadeiras de espera e vão conversar com seus colegas.

MARK – A gente tem que ligar para alguém se não vou começar a chamar atenção!

DEREK – Mark, você está vestido como Claire Redfield. Se você por si só já chama atenção, fantasiado então é o dobro!

MARK – Haha. Anda, tenta tirar o celular do meu bolso.

DEREK – Oi?

Mark se vira de costas e empina a bunda para Derek.

DEREK – Mas só por cima do meu cadáver!

MARK – Anda logo com isso! Vamos! Vai de uma vez!

DEREK – Eu já disse que não!

MARK (GRITANDO) – DÁ PARA VOCÊ ENFIAR A MÃO NO MEU BOLSO DE UMA VEZ?!

Todos na delegacia olham para os dois. Derek respira fundo.

DEREK – Eu tenho direito a uma ligação!

Um dos policiais pega Derek e o leva até os telefones. Derek começa a digitar.

 

CENA 11 – TEATRO MINIMALL – PLATEIA – INT – NOITE

Lilly, Kate e Tori entram. Todas as três destruídas na aparência. Tori cheia de lama, Kate está com o cabelo todo emaranhado e Lilly com maquiagem inteiramente borrada.

NATALIE – Meninas, aqui!

As três andam de encontro à Natalie, que está sentada ao lado de Nicholas.

NICHOLAS – O que diabos houve com vocês?

LILLY – Bom…

 

CENA 12 – FLASHBACK – RUA PRÓXIMA AO BAR – EXT – NOITE

As meninas andam até o bar, passando por um clube de strip no caminho. Jasmine, uma stripper, as intercepta.

JASMINE – Uou.

LILLY – Obrigada!

JASMINE – Você não, a morena de jaqueta. Tu tem uns peitos lindos moça!

TORI – Am… Obrigada?

JASMINE – Vocês já pensaram em se juntar à minha carreira?

KATE – Prostituta? Não, muito obrigada. Posso estar no fundo do poço, mas não perderei a minha dignidade.

Jasmine dá um tapa na cara de Kate.

KATE – Ai!

JASMINE – Nunca chame ninguém de prostituta, mesmo que ela seja!

Kate dá um tapa na cara de Jasmine, que dá um giro e bate nela novamente.

TORI – Certo… Vamos parar gente. Gente. ALGUÉM SOCORRE AQUI!

Jasmine e Kate rolam no chão, uma segurando no cabelo da outra e dando golpes em vão. Jasmine empurra Kate para trás, e esta agarra um balde d’água que estava largado no chão.

JASMINE – Ah nossa, vai me molhar até morrer?

KATE – Se eu der sorte, você é a bruxa má do oeste.

Kate joga água em Jasmine, que se abaixa, e todo o líquido acerta em cheio o rosto de Lilly. Tori fica no meio de todas as três, tentando criar uma intervenção, mas um carro passa e joga lama em quase toda a sua roupa.

 

CENA 13 – FLASHFOWARD – TEATRO MINIMALL – PLATEIA – INT – NOITE

NATALIE – Ai.

O celular de Kate começa a tocar.

NICHOLAS – Antes de atender, que horas são, benzinho?

KATE – Idiota. São 21h em ponto.

NATALIE – Mark e Derek já deveriam estar aqui.

Kate atende o telefone.

DEREK – Kate, graças a Deus! Eu não tenho muito tempo para explicar, mas eu e Mark estamos presos na 99ª Delegacia do Brooklyn e precisamos que alguém venha nos tirar daqui. O guarda está me olhando e tem um prisioneiro babando por Mark vestido de mulher. TIRE-NOS DAQUI!

Derek desliga.

KATE – Mas eu nem falei alô…

NICHOLAS – O que era?

KATE – Derek e Mark foram presos. Alguém precisa tirá-los de lá.

LILLY – Oi? Não podemos sair assim, estamos horrendas!

NICHOLAS – É Nova York, ninguém vai perceber.

TORI – Alguém tem que avisar o Jared que vamos soltar os meninos…

NATALIE – Vão. Eu fico e o acalmo. Nicholas, vê se cuida dessas três, estão parecendo prostitutas.

NICHOLAS – Pode deixar.

Nicholas sai com as meninas e o espetáculo começa.

As cortinas se abrem, Jared aparece vestido de freira em uniforme do exército e começa a falar.

JARED – Meu nome é Celeste Gonzáles Guadalupe Macarena Fernández. Eu sou uma freira. Uma freira policial. Uma tenente. Uma confidente. Uma amante. E essa é a minha história.

NATALIE – Isso vai ser interessante…

 

CENA 14 – 99ª DELEGACIA DO BROOKLYN – INT – NOITE

Os quatro entram e são abordados por um policial avulso.

NICHOLAS – Viemos soltar nossos amigos.

JASMINE (GRITANDO) – SÃO ELAS SEU GUARDA!

Os policiais rendem Lilly, Kate, Nicholas e Tori e os levam até a carceragem, onde os jogam junto com Derek e Mark.

 

CENA 15 – 99ª DELEGACIA DO BROOKLYN – CARCERAGEM – INT – NOITE

MARK – Gente, que parte de venham nos soltar que vocês não entenderam?

DEREK – E o que raios aconteceu com vocês três?

KATE – Olha, se for para esnobar, nem começa.

TORI – Liga para Natalie. Ela é nossa última esperança.

Lilly pega seu celular e disca o número de Natalie. Depois de alguns segundos, ela atende.

NATALIE – Tiraram os meninos?

LILLY – Não.

KATE – Aquela prostituta nos denunciou e fomos presas também.

NATALIE – Só pode estar de onda né?

JARED – Aqui é a Tenente Irmã Celeste Gonzáles Guadalupe Macarena Fernández, mãos para o alto, em nome de Jesus! Tá algemado! Vai para cadeia onde tu pertence!

MARK – O que raios foi isso?

NATALIE – Eu tive uma ideia. Assim que terminar a peça eu apareço aí.

 

UMA HORA DEPOIS

 

CENA 16 – 99ª DELEGACIA DO BROOKLYN – CARCERAGEM – INT – NOITE

Um dos policiais abre o portão e libera todos os seis.

KATE – O que houve?

POLICIAL – Uma irmã liberou vocês. Ela estava citando uns versículos da bíblia e os policiais acabaram perdendo a paciência. Vão.

Todos os seis saem e dão de cara com Jared em uniforme de freira em cores do exército, lendo a bíblia em tom de sermão para os outros policiais.

JARED – Quando chegarem em casa, vão ficar todos ajoelhados NO MILHO!

JASMINE – JARED?

Jared arregala os olhos, mas não olha na direção de Jasmine. Ela se levanta, anda até ele e arranca sua peruca.

JASMINE – FREIRA COISA NENHUMA, É O CLIENTE VIP DO MEU CLUBE DE STRIP!

Jasmine é levada até a carceragem. Os outros policiais observam atentamente.

MARK – E agora… O que nós fazemos?

JARED – COORRE!

Todos saem correndo da delegacia.

 

CENA 17 – FLASHFOWARD – CONSULTÓRIO HELP YOURSELF – ESCRITÓRIO DE JULIE – INT – TARDE

JULIE – Mark, você colocou a sua namorada na cadeia?

MARK – Eu estava lá também! E VESTIDO DE MULHER!

LILLY – NEM COMECE!

MARK – Ah é? Você está jogando pesado é? Julie, deixa eu lhe contar sobre quando minha mãe foi me visitar, semana passada.

LILLY – Você não se atreveria.

MARK – Experimenta.

JULIE – Mark, a voz é toda sua.

Mark estala os dedos das mãos e, em seguida, seu pescoço.

MARK – Que os jogos comecem!

 

FIM DO EPISÓDIO

EPISÓDIO 2×03: DE VOLTA AO JOGO

CÓDIGO DE PRODUÇÃO: WH092

ELENCO PRINCIPAL: 

YVONNE STRAHOVSKI COMO KATHERINE “KATE”

RACHEL BILSON COMO VICTORIA “TORI”

ZACHARY LEVI COMO MARK

JOSEPH MORGAN COMO JARED

WILSON BETHEL COMO DEREK

CANDICE ACCOLA COMO NATALIE

ELENCO CONVIDADO:

ZACHARY KNIGHTON COMO NICHOLAS TOMAZZI

CHLOE BENNETT COMO LILLY PEARSON BENNETT

            ALLYSON HANNIGAN COMO JASMINE

MELISSA JOAN HART COMO AGNES

ADAM BALDWIN COMO TIO PERCY

ESCRITO POR:

WALTER HUGO

SUPERVISÃO:

FÉLIX CRÍTICA

UNBROKEN PRODUCTIONS

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.