“Nem toda realidade é desejável e nem tudo indesejável deixa de ser Real”.

 

CENA 01 – INT – RISING SUN – RESIDÊNCIA BROOKS – QUARTO – MANHÃ

 

Ava tranca á porta e olha para Elena/Sharon.

 

AVA[Voltando para a cama] O que o Salazar tem haver com isso?

ELENA/SHARON – Vamos dizer que… Tudo!

AVA – Não acho que você está sendo sincera.

ELENA/SHARON – Ache o que quiser. A verdade é, existem mais coisas entre você e o Salazar do que possa imaginar.

AVA – Que tipo de coisas existe?

ELENA/SHARON – Ava, eu estou nesse mundo há centenas de anos. Sou uma bruxa que driblou a morte várias vezes. Se você acha que só porque tem a força de várias bruxas em suas veias você é imortal, está completamente enganada.

AVA – Não tenho medo do que possa vir, eu decidi ter a escolha.

ELENA/SHARON – Deveria ter medo do Salazar, ele não é um bruxo… Piedoso.

AVA – Como assim eu deveria ter medo dele? Ele está morto.

 

Elena/Sharon levanta e ri bastante. Ela anda em volta de Ava.

 

ELENA/SHARON [Sorrindo] Morto? O Salazar não morreu completamente.

AVA [Confusa] O quê quer dizer?

ELENA/SHARON – Pense garota. Pense sobre sua maldição, pense sobre sua mãe e sobre você mesma. Pense sobre tudo! E aí encontrará as respostas.

AVA – Você prometeu provar que a minha mãe estar viva.

ELENA/SHARON – E vou, mas no momento você está cega pelo poder. Você precisa primeiro entender sobre o agora e o quê poderá vir. Depois… Direi sobre o passado. Agora se me der licença, vou desaparecer um pouco.

 

Ava olha o corpo de Elena cair sobre o tapete e ela ajuda à amiga.

 

AVA – Elena?

ELENA – Estou bem.

AVA [Entristecida] Ótimo! Descanse um pouco.

ELENA [Olhando a expressão da amiga] Você está bem?

AVA [Enterrando a cabeça ao travesseiro] Vou ficar.

 

 

(ABERTURA)

 

 

CENA 02 – INT – RISING SUN – RESIDÊNCIA SUMMER – SALA – MANHÃ

 

David entra e bate a porta. Ele vai até a sala e vê Christian encarando-o.

 

DAVID – Oi tio. Bom dia!

CHRISTIAN[Sério] Onde esteve à noite toda?

DAVID – Estava com os meus amigos.

CHRISTIAN – Amigos os quais vocês se identificam como Liga?

DAVID[Disfarçando] Como assim?

CHRISTIAN – Já sei que pratica magia, David.

DAVID[Nervoso] Não sei do que está…

CHRISTIAN[Gritando/irritado] Não me faça de burro!

DAVID – Quer saber… Pratico sim. Eu sei tudo sobre os meus pais. Sobre todos!

CHRISTIAN – Como?

DAVID – Foi fácil. Meus poderes começaram a fluir e eu fui pesquisando sobre tudo. E não fui só eu.

CHRISTIAN – Você não sabe do perigo que corre.

DAVID – É perigo eu seguir minhas raízes? É perigo ser o que os meus pais e até mesmo você era?

CHRISTIAN – Você não sabe sobre bruxaria.

DAVID – E você tio, Sabe? Pelo que sei perdeu seus poderes, ou melhor, foram tomados pelos anciões. Então me diga, soube usar seus poderes?

CHRISTIAN – Você não sabe sobre o passado. Não sabe sobre os erros que tomei e quero que você jamais passe por isso.

DAVID[Grosseiro] Não se preocupe. As minhas decisões, não são as suas. Antes de agir, eu penso.

 

David se vira e Christian o impede de ir.

 

CHRISTIAN – Seus pais devem estar orgulhosos de você.

 

As lágrimas caem dos olhos de David e ele segura o choro. Christian se aproxima e diz encarando-o.

 

CHRISTIAN – Acredite David. Não sou o seu pai e nunca serei, mas tenho você como filho e me preocupo com o que possa te acontecer.

DAVID – Agradeço a preocupação, tio. Mas… Fique tranquilo, eu sei onde entrar e como sair.

 

Os dois se abraçam.

 

 CORTA PARA…

 

 

CENA 03 – EXT – RISING SUN – ACAMP. DOS CAÇADORES – CENTRAL – MANHÃ

 

Dylan vai até as celas e vê Lindsay caída. Ele coloca o código e entra correndo.

 

DYLAN[Preocupado] Lindsay? Acorda!

 

Ele balança a garota várias vezes, até que ela começa a despertar.

 

LINDSAY – Dylan?

DYLAN – Sou eu! O que aconteceu?

LINDSAY[Atordoada] Louis. Os Gases.

DYLAN – Desgraçado.

LINDSAY – Quero sair daqui, Dylan.

DYLAN – Sairá, hoje.

 

Ela sorri e ele a coloca sobre á cama. Em seguida, ele vai até o lado de fora da central e ver Louis polindo sua arma. Dylan se aproxima e quando Louis se vira, ele acerta um soco no rosto do garoto.

 

DYLAN[Furioso] Se mexer com a Lindsay mais uma vez…

LOUIS[Com a boca sangrando] O quê? Vai me matar? Por uma bruxa?

DYLAN – Aquela bruxa vale mais que você, seu imundo.

LOUIS – Está apaixonado, Dylan? Ou é só por ser da mesma espécie?

DYLAN[Apontando e encarando-o] Fique longe dela ou eu…

LOUIS[Aproximando-se/Cortando]… Você nada, seu bosta. Nunca matou uma bruxa, quanto mais um…

DYLAN[Irônico] Humano? Você não é um ser humano, nem sei que espécie você é, mas tenha certeza que se eu te vê mexendo com a Lindsay mais uma vez, eu juro pelo sangue que corre em minhas veias que acertarei várias balas no meio dessa sua cara.

LOUIS[Trêmulo/Engolindo em seco] Vou pagar pra ver.

DYLAN – Estar dito!

 

Dylan vai embora e Louis cospe um pouco de sangue de sua boca.

 

CORTA PARA…

 

CENA 04 – INT – RISING SUN – RESIDÊNCIA BROOKS – QUARTO (AVA) – MANHÃ

 

Ava escuta alguém bater na porta e quando olha, Jack entra.

 

JACK – Desculpa a invasão, mas eu vim vê como você estar.

AVA – Oi Jack. Fique a vontade.

JACK[Sentando-se] Obrigado!

AVA – Acharam a Lindsay?

JACK – Não. Mas hoje cedo vimos seu primo e ele disse que a Lindsay está com os caçadores.

AVA – Oh Meu Deus!

JACK – Calma, ele disse que ela está sob os cuidados dele. E ninguém vai machucá-la.

AVA – Menos mal.

JACK – Onde está a Elena?

AVA – Foi em casa. A mãe dela ligou.

JACK – O Dylan quer nos ver hoje quando for nos entregar a Lindsay. Ele disse que é algo importante e sério.

AVA[Incomodada] Quanto mistério.

JACK – Pois é.

 

Os dois se mexem e as mãos de ambos se tocam.

 

JACK[Olhando-a] Ava, eu…

AVA – Para! Já sei o que vai dizer.

JACK – Sabe?

AVA – Sei, mas tenho medo.

JACK – Medo?

AVA – Jack… Não sei se é um momento certo para declarações ou algum envolvimento amoroso.

JACK – Sinto algo diferente por você. Quando estou contigo, me sinto bem e meus nervos entram em festa. A única coisa que tenho vontade é de te olhar e de te…

AVA[Completando]… Beijar! Sinto o mesmo por você. Mas…

JACK[Agitado] Não tem, mas, Ava. Deixa as coisas fluírem. Podemos ser um pouco normais além da magia.

AVA – Podemos?

 

Jack vai se aproximando. Ava fecha os olhos e sente a respiração quente e ofegante de Jack cada vez mais perto.

 

JACK – Podemos ser feliz, Ava. Sendo bruxos ou não.

 

Ele olha para ela e em seguida a beija. Os lábios molhados de ambos se encontram e todo o quarto parece emitir uma força sobrenatural. Ondas elétricas fluem por eles. As coisas flutuam. Ava segura à mão de Jack e o beija mais forte ainda. O quarto começa a tremer e os dois se separam.

 

AVA – [Olhando em volta] Sentiu isso?

JACK[Sorrindo] Inexplicável.

 

Ava o encara, quando algo cai do lustre do seu quarto. Ela puxa o lençol da cama e ver um diamante.

 

AVA[Segurando o objeto] Jack olha!

JACK[Surpreso] O seu diamante. De onde ele veio?

 

Ava olha para o lustre.

 

AVA[Apontando] Acho que Dalí.

 

Ela aponta um lugar do lustre que falta uma parte, uma parte idêntica à forma do diamante.

 

JACK – Isso é incrível. Agora a Liga tem todos os diamantes, vamos poder uni-los.

AVA – Jack! Acho melhor não contarmos sobre o beijo a eles. Não ainda.

JACK – Tem razão. Principalmente á Lindsay.

AVA[Curiosa] Porque principalmente á Lindsay?

JACK – No dia que eu e ela ficamos no colégio, a Lindsay se declarou para mim. Mas deixei bem claro que gostava dela como amiga e nada mais. Ela falou que sabia por que, ela disse que sabia sobre o meu amor por você.

AVA – A Lindsay é apaixonada por você?

JACK – Ava, eu não sinto nada além de amizade por ela.

AVA – Minha nossa! Sinto-me mau por ela.

JACK – Eu sei. Fiquei assim também.

 

Jack se aproxima e Ava se afasta.

 

AVA – Vai indo, preciso ficar sozinha.

JACK[Levantando-se] Tudo bem. Vemo-nos mais tarde.

AVA – Até lá!

 

Ele vai embora e Ava se deita encarando o diamante.

 

CORTA PARA…

 

CENA 05 – EXT – RISING SUN – ACAMP. DOS CAÇADORES – CENTRAL – TARDE

 

Dylan coloca o código da cela de Lindsay e ela o abraça.

 

LINDSAY – Pensei que não ia voltar.

DYLAN – Preciso que me escute.

LINDSAY – Pode falar.

DYLAN – Já acertei as contas com o Louis, e já desativei os gases.

LINDSAY[Aliviada] Obrigada!

DYLAN – Você tem até à noite para unir forças. Eu tenho um plano, porém é bastante perigoso.

LINDSAY – Não tenho medo.

DYLAN – Você vai me atacar e depois fugir, lá fora haverá alguns guardas e você precisará derrubá-los. Em seguida… Correrá pela floresta. Tente se isolar e conjurar feitiços de proteção. Engane-os. Você entendeu?

LINDSAY – Sim. Mas… Dylan, eu não quero te machucar.

DYLAN – Fará como eu digo se quiser sair daqui. Entendeu?

LINDSAY – Perfeitamente.

DYLAN – Ótimo! Tudo acontecerá na hora em que eu trouxer seu jantar. Ah… Antes de sair, exploda isso.

 

Ele aponta para o Botão onde o gás é ativado.

 

LINDSAY – Tudo bem.

DYLAN – Ok. Preciso ir.

 

 

CORTA PARA…

 

CENA 06 – INT – RISING SUN – RESIDÊNCIA BROOKS – QUARTO (AVA) – TARDE

 

Ava fica encarando o seu cristal, quando Molly entra ao quarto.

 

MOLLY – Trouxe seu almoço.

AVA[Surpresa] Tia?

 

Molly olha o cristal sobre as mãos de Ava e fica surpresa.

 

MOLLY[Espantada] Ava, onde conseguiu esse cristal?

AVA – Encontrei. É da nossa família, não é?

MOLLY – Eu não o vejo á anos.

AVA – Toda a liga tem o cristal, apenas o meu faltava. Agora poderemos uni-los.

MOLLY – Não!

AVA – Como não?

MOLLY[Nervosa] Não devem uni-los, os cristais unidos, podem ser perigosos. A união deles formará uma arma mágica poderosa. Um poder que nem os bruxos podem controlar, e se cair em mãos erradas, o mundo chegará ao fim inevitavelmente.

AVA – Não sabia disso.

MOLLY – Querida, jamais deixe que peguem seu cristal.

AVA – Tudo bem.

MOLLY – Agora… Coma! Vai esfriar.

AVA – Obrigada!

MOLLY – Por nada.

 

Molly observa a sobrinha. No corredor, Charlie escuta toda a conversa e demonstra interesse.

 

 

CORTA PARA…

 

[HORAS MAIS TARDE…]

 

CENA 07 – EXT – RISING SUN – ACAMP. DOS CAÇAD. – CENTRAL – NOITE

 

Dylan carrega a bandeja com o jantar para Lindsay. Ele coloca o código e a porta da cela se abre.

 

DYLAN – Lindsay, o plano deve ser seguido corretamente.

LINDSAY – Tudo bem.

DYLAN – Eles vão atirar em você. Faça um feitiço de proteção em si. Ok?

LINDSAY – Já fiz.

DYLAN – Ótimo. Então já conseguiu juntar forças?

LINDSAY – Foi difícil devido o efeito dos gases ainda em mim, mas acho que será o suficiente.

DYLAN – Corra para o lado norte, avisei aos seus amigos que deixaria você lá. Ficarei aqui e demorarei um pouco, então peça que esperem.

LINDSAY – Tudo bem.

DYLAN – Bom… Boa sorte! Pode fazer.

LINDSAY – Dylan… Obrigada, eu vou te dever para sempre.

DYLAN – Irei cobrar. Agora… Pode ir.

 

Lindsay se concentra em Dylan e ele é lançado fortemente contra a parede, ela o olha e ele parece inconsciente.

 

LINDSAY – Perdoe-me!

 

Ela passa por ele e explode o Botão como ele havia dito. Ela corre para a porta da central e sai. Alguns seguranças já começam a atirar e as balas não a atingem.

 

LINDSAY – Não me pegarão hoje.

 

Louis vê Lindsay correr para a floresta e vai atrás. Ela tenta ser rápida, mas Louis consegue acompanhá-la. Ele toca nela e queima a mão.

 

LOUIS – Droga!

LINDSAY – Vai para o inferno, imbecil.

 

Lindsay corre mais e Louis para outros caçadores que se aproxima.

 

LOUIS[Olhando-a se afastar] Deixem-na!

 

Lindsay desaparece na escuridão.

 

CORTA PARA…

 

CENA 08 – EXT – RISING SUN – FLORESTA – NOITE

 

Ava se aproxima com Elena e os outros a esperam.

 

AVA – Desculpem a demora.

GINA [Incomodada] Como sempre.

DAVID [Debochando] Veio pela Lindsay ou só para saber o que o seu primo deseja?

AVA – Por ambos. Eu sei que fui insensível ontem, mas estava sendo realista.

GINA [Irritada] Vai se ferrar, imbecil.

AVA – Não quero brigar, então peço que me respeite. Ou…

GINA [Enfrentando-a] Ou o que? Vai me matar com sua magia Hiper poderosa?

AVA – Se continuar assim, quem sabe.

JACK – Chega! Somos uma liga e devemos ficar unidos.

DAVID – O Jack tem razão, esqueçam o ontem.

AVA – Tudo bem, mesmo assim desculpa.

 

Ava olha para Gina e ela sussurra.

 

GINA [Fazendo careta] Santinha de merda.

 

Eles escutam um barulho se aproximar e se olham. Gina observa o escuro e de onde o barulho vem, quando Lindsay aparece.

 

GINA[Alegre] Oh Meu Deus!

LINDSAY – Graças a Deus!

 

Gina a abraça e Lindsay sorri.

 

GINA – Estava preocupada, sua doida.

LINDSAY – É tão bom vê-los.

 

Ela respira e em seguida abraça seus amigos. Ava só observa, quando Lindsay a olha.

 

LINDSAY – Oi Ava.

AVA – Oi. É bom te vê bem.

LINDSAY – Obrigada! Seu primo que me ajudou de todas as maneiras.

 

Elas se abraçam meio sem jeito.

 

JACK – Tudo bem agora, mas onde cadê o Dylan?

LINDSAY[Olhando séria para todos] Tudo bem não. As coisas só tendem a ficar piores.

DAVID – Como assim?

LINDSAY – O Dylan sabe explicar melhor, mas a única coisa que eu sei é que esse símbolo em nossas mãos, não é um símbolo de conexão. Não estamos ligados.

DAVID – E o quê é?

LINDSAY – É um símbolo de absorção. Nós fizemos um feitiço que absorve nossas forças e agora isso não pode ser quebrado.

 

Todos ficam surpresos e se encaram.

 

AVA – Não podemos quebrá-lo?

LINDSAY – Não. Se quebrarmos o feitiço, toda a Liga morrerá.

JACK[Surpreso] Como é que é?

 

Lindsay confirma o que disse e todos se encaram. Gina demonstra medo.

 

GINA[Olhando para todos] Estamos ferrados!

 

 

CORTA PARA…

 

[A Noite se passa…]

 

CENA 09 – INT – RISING SUN – HIGH SCHOOL M – CORREDOR – MANHÃ

 

Ava bate a porta do seu armário e Elena fala ao seu lado.

 

ELENA – Isso é maluco demais!

AVA – Você acha que eu não sei?

ELENA – O que vão fazer?

AVA – Vamos esperar o Dylan dá sinal de vida. Ele não apareceu ontem na floresta, você não viu?

ELENA – Ava! Não me lembro de muitas coisas que faço ultimamente, depois que essas coisas começaram, sinto-me bem estranha.

AVA – Não me surpreendo.

 

As duas olham para o lado, quando Gina e Lindsay aparecem.

 

LINDSAY – Precisa vir conosco.

AVA – Algum problema?

LINDSAY – O Dylan nos espera na floresta.

AVA – Mas… Temos teste agora.

GINA[Quase gritando] Meu Deus! Você não entende garota? As coisas estão ficando sérias, para de mimo e vamos.

AVA – Tudo bem. Elena vai indo e tenta atrasar o professor, chego alguns minutos.

ELENA – Tudo bem, Boa sorte!

AVA – Obrigada!

 

Ela e as outras vão, Elena corre para a sala.

 

 

CORTA PARA…

 

CENA 10 – INT – RISING SUN – ACAMP. DOS CAÇADORES – CENTRAL – MANHÃ

 

Tommy gira a cadeira e encara Louis.

 

TOMMY – O que tem de grande para me dizer? Não estou bem humorado hoje. Uma bruxa fugiu.

LOUIS – Eu sei. É sobre ela mesmo que eu desejo falar.

 

Tommy demonstra interesse.

 

LOUIS – O senhor já parou para pensar que essa fuga da bruxa, foi um tanto suspeita?

TOMMY – Como assim?

LOUIS – Estou dizendo, que a safada pode ter tido ajuda de alguém daqui de dentro. Ela não ia sair da cela tão fácil assim, eu ativei gases nela horas antes da fuga acontecer. E o botão foi danificado estranhamente, já que verificando o alarme, percebi o desligamento algumas horas antes da fuga.

 

Louis joga algumas folhas, com horas e alarmes a mostra.

 

TOMMY[Pegando os papeis] Louis aonde quer chegar?

LOUIS – Se me permite, aconselho uma averiguação no soldado, Dylan. Pelo que tudo indica, ele pode está envolvido nisso, já que é chefe dessa área da central.

 

Tommy fica sério.

 

TOMMY – Você parece está decidido a se envolver nisso.

LOUIS[Sorrindo] Completamente. Não gosto de injustiças.

TOMMY[Olhando-o] Muito bem! Quero que vigie o Dylan 24 horas por dia. Quero que ative as câmeras da central em um código só seu e junte provas onde o acusado, esteja realmente envolvido ao crime e quando você tiver tudo isso, traga-me tudo e você se tornará uma extensão da minha liderança, será o meu sucessor.

 

Louis afirma com a cabeça e sorri bem de leve. Tommy levanta e sai.

 

LOUIS[Olhando para os papeis] Você cairá, Dylan Brooks. Você e seus protegidos!

 

 

CORTA PARA…

 

CENA 11 – EXT – RISING SUN – FLORESTA – MANHÃ

 

A liga se aproxima do esconderijo deles e não encontram ninguém.

 

AVA – Cadê o Dylan?

LINDSAY – Ele me disse que estaria aqui.

AVA[Olhando em volta] Mas não tem… Ninguém!

GINA – Tem sim.

LINDSAY – Ai Meu Deus!

 

Dylan aparece com um dos olhos machucados e com uma aparência devastadora.

 

LINDSAY – O que aconteceu com você?

DYLAN[Falando com cuidado] Quando um caçador perde um prisioneiro, o preço a ser pago, é bem caro.

AVA – Minha nossa!

LINDSAY – Eu sinto tanto, Dylan. É tudo minha culpa.

DYLAN – Não. Fiquem tranquilos, eles até que pegaram leve. Eu sou como um filho para o chefe.

 

Lindsay abraça Dylan e ele retribui.

 

LINDSAY – O que fez por mim jamais poderei pagar.

DYLAN[Sorrindo] Mesmo assim, cobrarei.

AVA[Curiosa] Então, porque nos reuniu?

DYLAN – Já devem saber sobre o símbolo e como não podem quebrá-lo.

GINA – Sabemos sim.

DAVID – Pode existir um jeito.

DYLAN – O jeito que vocês procurarão fazer é conversar com os anciões. Eles são a única forma de salvação para vocês. Antes que a liga toda seja absorvida e percam a magia de vez.

 

Todos se olham apreensivos.

 

 

CORTA PARA…

 

CENA 12 – INT – RISING SUN – HIGH SCHOOL M – BANHEIRO FEM – MANHÃ

 

Elena sai de um dos boxes e lava as mãos. Ela se olha no espelho, quando Daiane e Phoebe aparecem.

 

PHOEBE[Sendo Falsa] Oi…

ELENA[Sem olha-la/Grossa] Oi!

PHOEBE – Você é amiga da Ava, não é mesmo?

ELENA[Encarando-a] Sim. Mas isso não devia te interessar.

PHOEBE – Errado. Interessa e muito.

ELENA – Por quê?

Phoebe: Vocês seres humanos são tão curiosos. AH… Espera! Você não é só um ser humano qualquer, não é?

ELENA[Tensa] Como assim?

 

Elena fica nervosa e Phoebe se aproxima dela.

 

PHOEBE – Sinto seu cheiro de longe, Médium. Vocês fedem á mortos, igual á fantasmas. Mas… São úteis.

ELENA[Afastando-se] Deixa-me em paz!

 

Elena se vira e Daiane fica em sua frente. Phoebe a vira de volta.

 

PHOEBE – Terá que me fazer um favor, garota.

ELENA – Não vou. Agora quero ir embora.

PHOEBE – Nossa! Você é bem irritante.

 

Elena se vira e Phoebe a puxa. A bruxa ergue a mão na altura da testa de Elena e fixa seus olhos na mesma. O banheiro fica frio e as lâmpadas piscam. Elena olha para ela e em alguns segundos cai desmaiada.

 

PHOEBE – Ufa!

DAIANE[Gritando] Meninos!

 

Carl e Pablo entram e carrega o corpo de Elena, Phoebe olha para o espelho e faz careta ao ver seu cabelo bagunçado, ela passa as mãos.

 

PHOEBE – Vamos logo, temos muito o quê fazer.

DAIANE – Com certeza!

 

 

CORTA PARA…

 

CENA 13 – EXT – RISING SUN – CASA DE DOROTHEA – ENTRADA – MANHÃ

 

Ava desce do carro e olha a casa em sua frente.

 

AVA – Onde estamos?

DAVID – Casa da Dorothea.

AVA – Não devíamos vir aqui outra hora? Temos teste nesse exato momento.

GINA[Impaciente] Ora garota, não estressa.

DYLAN – Ava! Precisam saber das coisas o quanto antes, já imaginou o que pode acontecer com vocês?

AVA[Pensando] Tem razão. Vamos lá!

 

Eles andam até a porta e quando vai bater, a mesma se abre sozinha.

 

GINA[Olhando a porta] Maneiro!

AVA – Maluco isso sim.

 

Eles entram lentamente, quando Dorothea aparece sentada em uma das poltronas lendo.

 

DOROTHEA[Olhando para o livro] O que querem?

DAVID – É… Senhora, precisamos de sua ajuda.

DOROTHEA – Sentem-se.

 

Todos sentam espalhados.

 

DOROTHEA[Encarando-os] Quando vão começar a falar?

DAVID – Ah… Desculpe.

DYLAN – Viemos aqui, para saber sobre um feitiço conjurado pela liga.

DAVID – Quê feitiço é esse?

DYLAN – Absorção!

DOROTHEA[Surpresa] Minha nossa! Já está acontecendo.

 

Todos se olham.

 

JACK – O que já está acontecendo?

DOROTHEA – Bom… Vocês descobrirão logo mesmo, então não adianta esconder mais.

 

Dorothea olha para os lados e em seguida encara Ava e aponta para a mesma.

 

DOROTHEA – Tudo tem ligação com ela.

GINA – Como sempre.

DOROTHEA – Esse feitiço que fizeram, não foi por acaso. Foi um feitiço planejado para ser feito há anos. A absorção da Liga será toda encaminhada para Ava Brooks.

AVA – Como é que é?

DOROTHEA – Isso mesmo. A magia de vocês quatro não será absorvida por nada, a magia será dada a ela.

AVA[Confusa-Surpresa] Por quê?

DOROTHEA – Todo esse tempo tentamos esconder de você sobre a verdade. Mas… Sempre deduzi que não ia adiantar, se tudo foi destinado a acontecer, é porque vai acontecer.

AVA – Do quê está falando?

DOROTHEA – Salazar! Ele está destinado a voltar e para isso acontecer, você Ava, será a chave de tudo.

 

Todos se olham.

 

AVA[Incomodada] Por que eu? Por que não a Lindsay ou a Gina, David ou Jack, porque tem que ser logo eu?

 

Dorothea respira profunda.

 

DOROTHEA – Porque Salazar é seu tataravô. Ele é da sua família. Sangue do seu sangue.

AVA – O quê?

DYLAN – Não é possível.

 

Ava fica surpresa e encara seus amigos.

 

 

CORTA PARA…

 

CENA 14 – INT – RISING SUN – LUGAR SECRETO – MANHÃ

 

Elena começa a despertar. Ela abre os olhos e vê suas mãos e pés amarrados. Phoebe e os outros aparecem.

 

ELENA[Tentando se soltar] O que querem comigo?

PHOEBE – Será útil para nós garota.

ELENA – Como?

PHOEBE – Esse seu dom. Precisamos dele emprestado por um tempo.

ELENA – Como assim? Não entendi.

PHOEBE[Impaciente] Ora sua burra. Vamos te usar. Aproveitar de você para trazer alguns mortos, entendeu agora?

 

Elena fica surpresa e tenta se soltar. Phoebe acerta uma tapa no rosto dela.

 

PHOEBE – Eu coloquei um feitiço em você, se sair deste lugar ou tentar nos atacar… Sua cabeça vai explodir, assim como todo o seu corpo. Entendeu?

ELENA[Com medo-Trêmula] Sim.

PHOEBE – Ótimo! Agora fica quieta e nos deixa trabalhar. Carl, por favor, faça as honras.

CARL[Sorrindo] Com prazer!

 

Ele puxa uma pequena faca de prata de seu bolso e vai em direção à Elena. Ele pega os braços dela e deixa o pulso a mostra.

 

CARL – Isso não será nada agradável, mas… Quem liga, não é mesmo? Doerá bastante e eu gosto.

ELENA[Debatendo-se] Por favor, não!

 

Ele faz careta para Elena e com a faca, corta a pele dela sobre o pulso, fazendo primeiro uma pequena estrela em cada lado. Elena grita de dor e Carl vê o sangue dela escorrer.

 

CARL – Prontinho.

PHOEBE – Obrigada. Pablo as palavras, por favor.

PABLO[Conjurando] “VENESU AT MUNDOT ARGANO REVERTUR”.

 

Todo o lugar treme, as paredes se racham um pouco e todos balançam com o tremor. Phoebe pega as mãos de seus companheiros e eles repetem as palavras juntos. O chão começa a se abrir e cinco sombras escuras aparecem. Phoebe e os outros ficam surpresos e as encaram. Ela olha para Elena que demonstra horror e medo.

 

PHOEBE – Damos de bom grado, um corpo em carne e vida para a hospedagem de vós, senhoras.

 

As sombras fazem um forte ruído. De uma por uma, elas entram ao corpo de Elena. Quando a última entra, Carl corre e com a faca, faz o símbolo do infinito sobre as estrelas na pele de Elena. A garota grita bastante e seu corpo treme estranhamente. Ela fecha os olhos e balança a cabeça de um lado ao outro, em seguida tudo para e ela abre os olhos que estão negros e obscuros.

 

PHOEBE – Bem vindas!

ELENA/SOMBRAS – Obrigada, garota. Você e seus amigos foram bastante uteis.

PHOEBE[Sorrindo] Agradeço o reconhecimento.

ELENA/SOMBRAS – Não podemos perder tempo. Onde está a garota?

PHOEBE – Falam Da… Ava Brooks?

ELENA/SOMBRAS – A própria. Onde podemos encontra-la?

PHOEBE – Eu sei onde. Mas o que querem exatamente com ela?

ELENA/SOMBRAS – Queremos trazer alguém de volta e para que isso aconteça, precisamos dela.

 

Phoebe olha para seus amigos.

 

PHOEBE – Eu sei onde encontra-la. Venham comigo!

 

As sombras agora comandam o corpo de Elena, elas olham as cordas em seus braços e pernas e as mesmas pegam fogo se desfazendo.

 

ELENA/SOMBRAS – Vamos rápido, pois quero acabar logo com isso!

 

Ela levanta e segue caminhando com os outros.

 

—-FIM DO EPISÓDIO—-

Realização:

UNBROKEN PRODUCTIONS

Criado e Escrito por:

MARCOS HENRIQUE

UNBROKEN PRODUCTIONS ORIGINAL SERIES

2015 – Story of Witches – Todos os direitos reservados!